Conheça dez maneiras de aproveitar melhor os móveis planejados

Conheça dez maneiras de aproveitar melhor os móveis planejados

Práticos, bonitos e funcionais, são inquestionáveis as vantagens que os móveis planejados levam em relação aos tradicionais. O aproveitamento de espaço é a maior delas, já que os projetos são feitos sob medida para cada ambiente. O design, tradicionalmente clean, proporciona sensação de amplitude e contemporaneidade.

No entanto, mesmo o mais funcional dos móveis pode ser melhor aproveitado se forem seguidas algumas pequenas regras, como diz Danilo Ribeiro, designer da loja MyDecor, em São Paulo. E é o professional, especializado em móveis planejados e decoração, quem dá preciosas dicas:

Cozinha

1. Para obter um acesso mais rápido aos itens guardados, é preciso administrar melhor as gavetas na parte inferior. Peças que são raramente utilizadas devem ser colocadas nas últimas gavetas.

2. Evitar portas com elevação acima de 1,80 m de altura, pois não são acessíveis para a maioria dos clientes.

3. No caso de medidas altas, sempre solicitar um bom fechamento, para evitar cantos com pó acumulado. Os fechamentos também proporcionam melhor acabamento.

Home Theater

4. Na hora de elaborar o projeto do home theater, lembrar que os aparelhos tecnológicos podem ser eventualmente trocados, e nem sempre os recém-adquiridos contam com o mesmo tamanho de seus antecessores. Portanto, é necessário planejar vãos que atendam necessidades futuras.

Closet

5. Em ambientes como o closet, quando houver espaço disponível, deve-se utilizar portas tradicionais e não de correr – estas, ao serem abertas, impedem a visão da totalidade do armário. Já as portas tradicionais podem ser abertas simultaneamente, permitindo que todas as prateleiras e gavetas sejam vistas ao mesmo tempo.

Banheiro

6. O projeto dos gabinetes deve levar em conta ítens de estética, como secador, escovas e produtos de maquiagem, por exemplo. As toalhas devem ser guardadas em nichos fechados. Vale lembrar que os nichos abertos são utilizados para decoração e acabamento, e não para armazenamento.

Armários

7. É importante optar por acabamentos resistentes na parte inferior dos armários, para que não sejam danificados com a limpeza constante.

8. Deve-se escolher acabamento neutro para a parte interna, pois no caso de mudanças estéticas – cor das portas, por exemplo –, será necessário modificar apenas as peças externas.

9. No momento de elaborar o projeto, lembrar que uma casa possui produtos de tamanhos diferentes e que precisam ser guardados, como malas, tábuas de passar roupa, escadas, aspiradores de pó. Cada um deverá ter seu lugar específico.

10. Antes de optar por uma compra, não esquecer a planta baixa do ambiente, aquela que mostra o tamanho dos espaços. Com as medidas em mãos, é possível estudar melhor o tamanho mais adequado para cada móvel, levando-se em conta a circulação diária. O bem-estar dos moradores da casa está sempre em primeiro lugar.


Voltar Postado às 17:59 do dia 29/10/2013.