Realize o sonho de comprar um imóvel sem acumular dívidas

Realizar a compra de um imóvel requer esforço e disciplina, mas nada que não possa ser conquistado com um planejamento eficiente. Confira algumas dicas simples, mas essenciais para a realização de tal meta.

1. Entenda seus objetivos e planeje sua busca

Defina primeiro onde deseja morar e quanto pode pagar por isso. É preciso conhecer a cidade e definir corretamente qual o melhor bairro a se morar, de acordo com suas possibilidades.

Além disso, é essencial estar familiarizado com o mercado e ter finanças em dia. Com isso, é possível dar início às buscas pelo imóvel. Ao entrar em contato com proprietários, é fundamental deixar claro o que está procurando e quais valores você espera. Nós da Direito Com o Dono estamos dispostos a entender suas necessidades e atendar às suas expectativas!

2. Aprenda a poupar e escolha o melhor financiamento

É necessário muito planejamento para comprar o primeiro imóvel. Portanto, procure poupar mais do que o costume e caso ainda não o esteja fazendo, a hora é agora. O valor das suas economias pessoais faz uma enorme diferença na hora da entrada no imóvel. De acordo com economistas especializados na área, a proporção do valor da entrada deve ser de, no mínimo, 20% do valor total.

Lembre-se também que alguns bancos aceitam financiar apenas 80% do imóvel e as parcelas a serem pagas no mês ficam menores dependendo do valor da entrada.

Depois disso, para quem opta por financiar o imóvel, é necessário escolher a instituição financeira que oferecer mais vantagens e definir o plano de pagamento. Pesquise as melhores oportunidades, as taxas de juros e os prazos.

5. Não se esqueça de considerar os ‘Extras’

Tudo deve ser considerado nessa hora, como por exemplo, o valor da escritura e uma possível reforma. Essas são apenas duas das despesas "extras" que podem acompanhar a compra do imóvel. Mas, ao menos há uma boa notícia: De acordo com a Lei 6.015, de 1973, quem compra o primeiro imóvel pelo Sistema Financeiro de Habitação (SFH), tem direito a 50% de desconto no registro da escritura do bem. Mas, apesar de a norma ter quase 40 anos, poucos a conhecem, e muita gente paga o valor integral das custas no cartório, quando, na verdade, poderia economizar dinheiro.

De qualquer maneira, despesas extras devem ser consideradas no orçamento, sem exceção. Por isso, gastar toda a renda mensal e se afogar em dívidas é algo que não pode acontecer. Esse é um sonho que parece difícil de realizar, mas sem dúvida que vale muito a pena. Afinal, nada é melhor do que o alívio econômico que tal aquisição irá proporcionar.

6. Busque sempre o melhor para você e conte conosco!

Lembre-se também que além de fechar o negócio, é importante garantir que o restante das despesas também esteja em dia. Nunca comprometa mais do que 30% do orçamento mensal com as parcelas. Estamos aqui para ajudar o sonho a se tornar realidade, buscando acima de tudo o bem-estar do cliente.


Voltar Postado às 12:52 do dia 16/10/2013.